Publicidade
Raimundo Colombro recebeu os prefeitos de Barra Velha e Piçarras dia 11

Prefeitura divulgou informação depois do encontro de uma comitiva local com o governador na segunda-feira (11)

As obras de drenagem urbana e combate às enchentes em Barra Velha podem receber recursos da Defesa Civil estadual, segundo divulgou a Prefeitura na tarde de hoje (12). O prefeito Claudemir Matias (PSB) afirmou que o Governo do Estado se comprometeu a enviar os recursos para a fixação da barra, dragagem do Rio Itajuba e construção de dois molhes na foz do Rio Cancela. As ações devem aumentar a vazão da chuva para reduzir alagamentos em São Cristóvão, região central e Itajuba.

Publicidade

O governador Raimundo Colombo (DEM) garantiu o apoio ontem (11), em Florianópolis, logo depois da solenidade em comemoração aos 40 anos da Defesa Civil no estado. Ele e o Secretário de Estado da Defesa Civil Milton Hobbus se reuniram com Matias e o prefeito de Balneário Piçarras, Leonel Martins (PSDB). “O principal objetivo dessas obras é a prevenção às enchentes, mas sabemos que elas também vão ajudar a navegação e a qualidade dos rios”, declarou Matias ao portal Rota da Praia. Ele revela ainda que devam ser investidos cerca R$ 3milhões.

Drenagem urbana

Em Itajuba, o Governo Municipal pretende fixar a foz do rio para evitar o assoreamento do canal, apontado como principal fator para os alagamentos no bairro. “O rio fica completamente assoreado. Tem momentos em que a maré para”, afirma o diretor de gabinete Marcelo Koche. Para fixar a saída do rio para o mar, o município espera receber da Defesa Civil do estado cerca de R$1milhão. A medida deve aumentar a navegabilidade do rio, uma antiga reivindicação dos pescadores de Barra Velha.

Continua depois da Publicidade

A notícia foi bem recebida pelos pescadores e a comunidade de Itajubam que reivindicam há anos uma ação para desassorear o Rio Itajuba. “Sempre pedimos por isso, inclusive na última reunião com o prefeito. Eles só perceberam a necessidade dessa obra agora”, afirma o presidente da associação de moradores, Norbert Anton Dohnau.

Em entrevista ao portal Rota da Praia, o prefeito Claudemir Matias revelou ainda que os outros R$2milhões serão aplicados em dois molhe na foz do Rio Cancela. O canal obstruído não suportou o volume de chuva que atingiu a cidade em abril, o que provocou alagamentos principalmente em São Cristóvão, um dos bairros mais atingidos. Segundo Matias, os projetos já estão elaborados, mas ainda não há uma definição para o começo das obras, que dependem de licenciamento ambiental.

Leia a reportagem completa, com as informações sobre o repasse para Balneário Piçarras,  na edição deste sábado (15/06) do jornal Expresso das Praias

Publicidade
X

Direitos Reservados

No right click