Publicidade
Promenac Penha - Mais perto de você

Próxima etapa será a construção de quatro estações elevatórias

Piçarras - Depois de ampliar as frentes de trabalho, o Consórcio CatarinaSan (Casan/Estado/Município/Jica) declarou concluída nesta semana a implantação da rede coletora e emissário de esgoto na Avenida José Temístocles de Macedo. O atraso na execução das obras na orla central vinha gerando protestos dos moradores e do comércio. Um dos motivos de reclamação é o pavimento da via, que ainda recebe reparos durantes as próximas semana.

Segundo o consórcio CatarinaSan, o trabalho à Beira Mar demorou mais porque a tubulação precisou ser instalada em um nível de profundidade afetado pela maré.  “Pedimos desculpas aos moradores e comerciantes por conta dos transtornos que o trabalho ocasionou”, ressalta um dos responsáveis pela fiscalização das obras no município, o engenheiro Bruno Guimarães Oliveira.

Último trecho

Antes de dar início à construção de quatro estações elevatórias, as equipes ainda trabalham em um dos últimos trechos da rede de emissário, na Rua Alexandre Guilherme Figueredo, próximo à ponte do Rio Piçarras. 

Em paralelo a esses trabalhos outras frentes de trabalham estão voltadas para a pavimentação, caixas de inspeção (CIs), poços de visita (PVs) e também em acabamento final em diversos pontos da cidade. Por isso, a população precisa ficar atentar à sinalização. “Nosso foco é zelar pela segurança da comunidade e de todos os trabalhadores envolvidos na obra”, alerta Oliveira.

A Casan também avisa que as ligações de esgoto só poderão ser feitas quando o sistema estiver  em operação. Até lá os usuários devem continuar utilizando suas fossas sépticas individuais normalmente.

Investimento é aguardado há sete anos

A implantação do sistema de coleta e tratamento de esgoto em Balneário Piçarras é realizada pela Casan  por meio do Programa de Saneamento Ambiental de Santa Catarina, com recursos da Agência Japonesa de Cooperação Internacional (Jica).  O contrato assinado em março de 2010 tem como objetivo garantir também a balneabilidade das praias e a maricultura. 

Em Piçarras, devem ser investidos R$ 41.074.749,97 para construir quatro estações elevatórias, uma estação de tratamento, além de 44 quilômetros de rede, gerando 3.398 ligações. 

Leia também:

 

Publicidade
  • 1
  • 2
Publicidade
Rádio Pérola FM
X

Right Click

No right click