Publicidade

Yukaline - Conecta você

Da Região - A morte por atropelamento de mais um morador, no fim de julho, intensificou a revolta com relação às condições de segurança nas marginais da Rodovia BR-101 nos municípios da Foz do Rio Itajaí-Açu. O acidente desta vez foi registrado no acesso a Balneário Piçarras, onde o Foro Metropolitano vai promover no próximo dia 8, às 19h, na Câmara de Vereadores, audiência pública para discutir as condições de segurança das pistas em todos os municípios da região.

A principal reivindicação é a interligação das vias marginais no trecho entre Porto Belo e Barra Velha para que as duas pistas tenham sentido único em todo o trajeto. O trânsito em duas mãos é apontado por líderes e moradores como o principal causador de acidentes como o registrado em Piçarras.

Publicidade

A Comissão de Viação e Transportes na Câmara Federal também deve estar representada no encontro regional por meio do deputado Osvaldo Mafra (SD), que deve enviar representante:

"Gostaria muito de convocar toda a população da região de Piçarras, Penha, Navegantes e todos os lugares que possam estar incrementando esta audiência para que a gente consiga fazer pressão na Autopista Litoral Sul e na ANTT [Agência Nacional de Transportes Terrestres]" - convoca o integrante da comissão federal.

Os representantes e moradores de Penha também terão oportunidade para reforçar a pauta de reivindicação do município junto à ANTT. A implantação de marginais em São Cristóvão e São Nicolau é considerada prioridade pelo Governo Municipal para aumentar a segurança das comunidades e implantar nesses bairros um distrito industrial.

 

Barra Velha

O município pertence a Foz do Rio Itapocu, mas também tem cobrado explicações da concessionária. A principal preocupação é quanto ao impacto que a mão única, já implementada, pode gerar no trânsito da cidade, especialmente na orla durante a temporada de verão. Em reunião com uma comissão de vereadores dia 25/07, em Joinville, a Autopista defendeu as alterações implementadas no fim do mês de julho e mostrou o que está programado por conta dos investimentos a serem feitos por uma construtora para reforçar a malha viária local.

A prospecção da concessionária, segundo o gerente de investimentos Juarez Richter Cordeiro, levou em conta o impacto que novos empreendimentos devem gerar no trânsito da cidade. Além de um condomínio com 720 apartamentos, estão previstos para a região dois novos mercados atacadistas e um loteamento industrial já em fase de instalação.

Leia também:
 
 
 
Publicidade
  • 1
  • 2
X

Right Click

No right click