fbpx
Estado apoiou a candidatura de olho no retorno econômico da prova

ESTADO - Até dia 28 de junho devem ser anunciadas as cidades sede da Regata Volta Mundo 2019-20 e Itajaí é candidata a receber a “Fórmula 1 dos mares”pela quarta vez. Na última edição, a “The Ocean Race”, atraiu 400 mil visitante e rendeu R$ 83 milhões em negócios. Santa Catarina compete com Rio de Janeiro, Bahia e São Paulo.

A confirmação da candidatura de Itajaí ocorreu em audiência entre o prefeito Voltei Morastoni e o governador Carlos Moisés, dia 09, na Casa da Agronômica. Itajaí entrou no páreo depois que Governo do Estado e prefeitura entraram em consenso sobre o investimento.

Continua depois da Publicidade

A iniciativa privada também deve participar.

“O governo vai apoiar, pois trata-se de um evento importante para o fomento do turismo no Estado, com retorno em ICMS, um impacto importante na economia e geração de emprego e renda”, frisou Moisés.

O prefeito Morastoni reforçou a importância do evento para a economia, triplicando a quantidade de leitos da cidade, considerada Capital do Turismo Náutico.

"Não é só uma regata. Toda a economia do mar é fomentada, gerando desenvolvimento”.

2019_05_23_7h_regiao_regata_2018.jpg
Receita gerada pelo evento em 2018 foi de mais de R$83 milhões (Fotos: Marcos Porto | PMI)

Saldo positivo

Segundo a Prefeitura de Itajaí, em 2018 a regata impactou a economia local em mais de R$ 83 milhões. Desse total, quase 76% do valor ficou na região - o equivalente a R$ 62,9 milhões. Um retorno 28% maior que na edição de 2015. Houve um incremento de 65,2% na ocupação dos hoteis em comparação com o mesmo período de 2017. O que repsentou um faturamendo de mais de R$ 5 milhões, com valor médio de diárias a R$ 186,35.

A gastronomia também teve bons resultados. Só na Vila da Regata, foram comercializados 79.598 pratos com faturamento de R$ 3 milhões em alimentação. O evento também vendeu 50.809 litros de chope, 12.684 litros de refrigerante e 12.372 litros de água.

Outros dados:

- Equipes de mais de 10 países na organização;
- 440 mil visitantes (3.500 estrangeiros, 44 mil de outros estados e 93 mil da região da Amfri);
- Arrecadação em impostos estaduais de R$ 5.342.320,40;
- O valor do impacto global para Itajaí e região da Amfri foi de R$ 62.918.969,50 (75,7%);
- Estimativa de mídia espontânea representou mais de R$ 100 milhões em impacto de divulgação.
 
Leia também:
Veleiro dos Emirados Árabes vence etapa da Regata Volta ao Mundo
Veleiros da Regata Volta ao Mundo são recebidos em Itajaí nesta semana
Itajaí abre contagem regressiva para etapa da Regata Volta ao Mundo
Mais sobre: regata volta ao mundo;
  • 1
  • 2
X

Right Click

No right click