Publicidade
Promenac Penha - Mais perto de você

Com a chuva das últimas semanas, de pontos reprovados na Penha aumentou de cinco para sete

Da Região - Subiu de nove para 11 o número de pontos impróprios para banho nas praias da região. A informação consta do boletim semanal sobre a qualidade da água do mar no litoral catarinense divulgado nesta sexta, 19, pela Fundação de Amparo ao Meio Ambiente de Santa Catarina - Fatma.

Publicidade

Na Penha, o aumento deve-se à inclusão de dois pontos entre os impróprios. Depois do grande volume de chuva registrado na região, passaram a constar na lista dos reprovados também a Praia Alegre (Foz do Rio Piçarras) e a Praia do Quilombo, altura da Rua Inês de Souza. 

Mantiveram-se impróprios: Praia Alegre - altura da Travessa Marcelo dos Santos; Praia da Fortaleza; São Miguel e os pontos em Armação do Itapocorói na altura das ruas Maria Emília da Costa e Antônio Aniceto da Costa. 

Assim, das 11 amostras coletadas em Penha, encontravam-se próprias para banho durante a semana apenas quatro: nas  praias da Saudade, Grande, Vermelha e Bacia da Vovó (Prainha). 

Leia também:Chuva intensa no litoral pode comprometer qualidade da água nas praias catarinenses

Amostras em Piçarras

A exemplo do registrado no boletim anterior, também neste, divulgado sexta-feira, os dois pontos de coleta na Praia de  Piçarras mostraram-se próprios para banho. Eles estão situados na altura da Rua Nakle Francisco e da Avenida Getúlio Vargas, respectivamente na parte sul e central da orla.  

Apesar dos aguaceiros frequentes registrados principalmente durante a tarde ao longo deste verão, os pontos em Piçarras têm produzido resultados sistematicamente próprios, algo que vem se verificando há quase duas décadas. 

Inalterado em Barra Velha

A situação em Barra Velha não se alterou desde a semana passada. Os quatro pontos de coleta mantiveram-se entre os reprovados neste recente boletim da Fatma. Ficam na Lagoa, - altura da Rua Plácido Gomes de Oliveira; e próximos a Rua Armando Petreli, Humberto Pimentel e Antônio Moura. 

Maioria impróprio

De acordo com o relatório, dos 215 pontos monitorados em todo o estado, a maioria (109), que correspondem a 50,7%, estão impróprios para banho.

Os resultados ainda são impactados pela grande quantidade de chuva que caiu no estado nas duas primeiras semanas do ano. “Para avaliar um ponto é necessário compilar os dados das cinco últimas análises consecutivas. Então, os índices  deste relatório ainda levam em conta as coletas anteriores, que apresentaram números expressivos de bactérias levadas até o mar por meio das chuvas”, explica o técnico de laboratório, Marlon Daniel da Silva.

As coletas foram feitas entre 15 e 19 deste mês. Confira os resultados

Leia também:

Chuva intensa no litoral pode comprometer qualidade da água nas praias catarinenses

Novo contrato com a Águas de Penha impõe antecipação de obras de saneamento

Publicidade
  • 1
  • 2
Publicidade
Rádio Pérola FM
X

Right Click

No right click