Publicidade

Yukaline - Conecta você
Rajadas de vento devem formar ondas de até 1,5 metro

Da Região - O deslocamento de uma frente fria que passa pelo Rio Grande do Sul deve deixar o tempo instável no Litoral Norte catarinense a partir dos próximos dias. Além de rajadas de vento, trovoadas e ressaca estão previstas para o fim de semana. De acordo com o Laboratório de Climatologia (LabClima) da Univali, entre esta quarta-feira (16) e sábado (19), o predomínio será de nebulosidade com chuva a qualquer momento. Também haverá condições de trovoada isolada e algumas aberturas de sol.

- Os modelos não apresentam consenso sobre a quantidade de chuva, mas ficará em torno de 50 mm para nossa região. No domingo o tempo limpa com o predomínio do sol e frio - informa nota do LabClima

Publicidade

Até sábado, as temperaturas mínimas devem oscilar entre 16/19°C e as máximas entre 20/27°C. No domingo, o tempo fica mais seco e frio, com mínima de 13ºC e máxima de 20°C.

Alerta no mar

Os ventos com rajadas mais fortes estão previstos para o período da manhã de sábado e domingo, quando a frente fria (que traz chuva) deve deixar o estado e dar lugar a uma massa de ar polar (associada ao frio).

- Em nossas praias, as ondas de leste com variação de tamanho entre meio metro e um metro. Para a próxima segunda-feira ondas maiores que 1,5 metros - avisa o boletim do LabCLima.

Além de ressaca em todo o litoral, a queda de temperatura associada à umidade pode aumentar a chance de neve na serra, segundo o Centro de Informações de Recursos Ambientais e Hidrometeorologia (Ciram).

Frente fria que se desloca pelo Rio Grande Sul deve atuar em Santa Catarina até o domingo (17) (Reprodução | LabClima/UNIVALI)

Segundo os meteorologistas, essas previsões se devem a duas condições:  a formação de um ciclone extratropical no litoral Sul do Brasil e o avanço de uma massa de ar frio de origem polar. A diferença de pressão entre esses dois sistemas será a responsável pela condição adversa de mar.

As ondas devem animar os surfistas, mas colocam em alerta as cidades litorâneas que têm a infraestrutura atingida pelas ondas.

* Com informações da Epagri/Ciram e LabClima/Univali

Publicidade
  • 1
  • 2
X

Right Click

No right click