Publicidade

PENHA -  A equipe do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), localizada na unidade local da Univali, ajudou um lobo-marinho-do-sul ferido que apareceu na na Praia do Tapiche, em Penha, durante a manhã de quinta-feira (9). Depois de receber atendimento ambulatorial e descansar, ele voltou ao mar no mesmo dia.

O espécime precisou ser contido para receber anti-inflamatório injetável, além de antibiótico e colírio tópico.  Ele apresentava, uma laceração profunda no espelho nasal e cortes superficiais nas nadadeiras.

Publicidade

Segundo as médicas veterinárias da equipe, Tifanny Emmerich e Mirela Mezadri, trata-se de um macho adulto, que respondeu aos estímuloss.  Depois de medir temperatura,  frequência respiratória e movimentos torácicos, elas concluíram que ele já poderia retornar ao mar.

Ele tinha lesão nos dois olhos. Para os veterinários poderem administrar os medicamentos com segurança, o lobo teve que ser contido. Fizemos isso em campo para reduzir o estresse e poder soltar imediatamente após o tratamento. Como o animal estava forte, saudável e em boa condição corpórea, não era necessário internar ele", afirma o oceanógrafo Jeferson Dick, da Unidade de Estabilização de Animais Marinhos. 

O espécime retornou ao mar após a conclusão dos exames e a a equipe de monitoramento segue com a observação das praias, caso o animal retorne.

O Projeto de Monitoramento de Praias realiza, todos os dias, a everiguação das praias para garantir a segurança de animais. Para que as pessoar garantam a saúde a segurança, é indicado evitar a proximidade e o toque nos animais. 

univali penha 20200710 143310 1 5cb11
Animal é nativo da região sul do continente (Foto: Divulgação | Univali)

Ao avistar animais debilidados na areia, acione imediatamente o número de atendimento do projeto: 0800 642 3341. A ligação é gratuita. 

Edição: Leandro Cardozo de Souza

Publicidade