fbpx
Segunda etapa da campanha nacional começa dia 16
Compartilhe:

REGIÃO - O Governo do Estado informou nesta sexta-feira, dia 03, que recebeu uma nova remessa com 173.600 doses da vacina contra influenza (gripe) na quinta-feira (2). Esta foi a quarta remessa de vacinas enviada a Santa Catarina e já começou a ser distribuída para as 17 regionais de saúde. Para a região de Itajaí, na qual estão inseridos os municípios de Penha e Balneário Piçarras, são  14.050 doses. A vacina protege contra a Influenza dos tipos B, H1N1 e H2N3 - não é eficaz contra o coronavírus.

Até 3 de abril, às 14h, foram aplicadas 435.777 doses da vacina contra a gripe em idosos com mais de 60 anos, cobertura de 65,04% e 79.338 doses nos trabalhadores da saúde, totalizando uma cobertura de 58,86%.

Continua depois da Publicidade

Santa Catarina receberá um total de 2.570.800 de doses em pequenos lotes, sem data prevista para chegar, porque, segundo o Estado, depende da produção pelo Instituto Butantan. O material é dividido, proporcionalmente, para as regionais de saúde, de acordo com os grupos prioritários. As regionais de saúde são responsáveis por distribuir as vacinas aos 295 municípios.

Penha recebe mais doses da vacina contra gripe e prioriza atendimento em casa
Vacinação contra gripe terá salas isoladas e atendimento em casa para idosos

Neste ano a Campanha de Vacinação foi antecipada como estratégia para auxiliar no diagnóstico da Covid-19. O trabalho é realizado em etapas para atender a cada um dos grupos prioritários. Nos municípios de Penha e Balneário Piçarras, as Prefeituras realizam a vacinação de idosos em domicílio.

Confira a atualização dos grupos para vacinação contra a influenza:

  • 1ª fase (a partir do dia 23/3): idosos com 60 anos ou mais e trabalhadores da saúde

 

  • 2ª fase (a partir do dia 16/4): profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários;

 

  • 3ª fase (a partir do dia 9/5): professores de escolas públicas e privadas, crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), povos indígenas, adultos de 55 a 59 anos de idade e pessoas com deficiência física, visual, auditiva, múltipla, intelectual e mental.

Casos de gripe

De acordo com a Secretaria de Saúde, em 2020, até o dia 1º de abril foram confirmados 28 casos de Influenza (gripe) no Estado. Destes, 10 pelo vírus A (H1N1), 9 pelo vírus Influenza A, com subtipagem em andamento, e 9 pelo vírus Influenza B.

Os municípios que apresentaram casos foram: Florianópolis com 4 casos; Balneário Camboriú, Chapecó, Imbituba, Indaial e Lages com 2 casos cada; Biguaçu, Braço do Norte, Campos Novos, Concórdia, Corupá, Guaramirim, Ibirama, Jaraguá do Sul, Palhoça, Rio do Sul e Rio Negrinho com 1 caso cada; além de 3 casos de pacientes dos estados de Paraná, Pernambuco e São Paulo.

No mesmo período foram notificadas duas mortes: um morador de Lages/SC, 31 anos, sem registro de comorbidade; e um morador de Matinhos/PR, 81 anos, com doença crônica.

Novo grupo

Conforme anunciado pelo Ministério da Saúde (MS), caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários foram incluídos na segunda fase da campanha, que começa no dia 16 de abril. O grupo deve ser vacinado independente do município de residência, uma vez que transita por todo o país e fica exposto diariamente por estar na linha de frente, prestando serviços essenciais.

Em decorrência da suspensão das aulas, professores de escolas públicas e privadas, que também seriam vacinados na segunda fase da Campanha, agora serão vacinados na terceira fase, que começa no dia 9 de maio.

Para a vacinação do novo grupo, o Estado de Santa Catarina vai receber doses extras da vacina. O quantitativo ainda não foi informado pelo Ministério da Saúde.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe segue até 22 de maio e a meta é vacinar, pelo menos, 90% de cada um dos grupos prioritários. O dia “D” de mobilização nacional é no sábado, 9 de maio.

Leia também:
Secretário apela para que população siga em isolamento durante a quarentena
Compartilhe:
  • 1
  • 2