Publicidade
Roubo
Outros dois foram identificados e presos, um deles foi alvejado por uma das vítimas

 PENHA - Doi integrantes de um grupo que invadiu uma casa e fez uma família refém na Praia do Quilombo, dia 30, ainda são procurados  pela polícia. Eles integraram o grupo de quatro criminosos que fugiram do local depois que o morador da casa conseguiu escapar e atirou contra um deles.

Segundo a Polícia Militar, o nome dos suspeitos que ainda não foram capturados não pode ser divulgado porque ainda não há mandado de prisão contra eles. Os outros dois foram presos logo depois que a Polícia Militar foi acionada por vizinhos das vítimas.

Publicidade

A ligação para o Centro de Operações da PM (Copom- 190) informava que a casa, na Rua Doutor Osvaldo Ganthus, foi invadida por quatro homens, em uma ação que poderia caracterizar que um roubo estaria em andamento.

Ao chegarem ao local, os lociaiais constataram que os criminosos já tinham escapado, depois de ser alvejado pelo morador - que estvaa na casa junto com a esposa, quando o grupo invadiu o local e anunciou o assalto.

Um deles estava armado com uma faca. O casal foi agredido e quando seriam amarrados, o marido se desvencilhou e conseguiu correr até o local onde guardava uma arma de fogo. 

Continua depois da Publicidade

Quando os diapros começaram os homens fugiram levando da casa um aparelho celular, chave de dois veículos e R$ 200,00 em dinheiro.

De posse das informações preliminares e das características dos agentes, a Polícia Militar logrou encontrar a aproximadamente 200m do local do roubo, um dos agentes caído e com perfurações em seu corpo, mas com vida. Ele foi flagrado em posse da faca usada no roubo e dos objetos roubados, os quais foram reconhecidos pelas vítimas - informa o comando local da PM.

Segundo a ocorrência, a arma utilizada pela vítima, um revólver calibre 38, é registrada em seu nome no Sistema Nacional de Armas - SINARM, devidamente legalizada.

Ainda durante a ação policial, um segundo homem que participou da ação, mas que conseguiu fugir no início da ocorrência, foi reconhecido pelo casal e detido.

01 penha assalto quilombo arma a3a41

Continua depois da Publicidade

O Corpo de Bombeiros foi acionado e socorreu o assaltante, conduzindo-o ao Pronto Socorro para receber cuidados médicos, onde permanece sob custódia policial. Ele teve prisão preventiva decretada.

Um Inquérito Policial foi instaurado e os envolvidos responderão pela prática de crime previsto no artigo 157 do Código Penal – Roubo consumado.

Publicidade
X

Direitos Reservados

No right click