Publicidade
Justiça
Equipe do Helicóptero SAERFron da Polícia Civil transfere suspeito do crime para hospital em Chapecó. (Fonte: Polícia Civil SC)

ESTADO - O Tribunal de Justiça (TJSC) decretou, nesta quarta-feira (5), a prisão preventiva do suspeito de ser responsável pelo ataque a uma creche em Saudades, no Oeste do estado.

A decisão do juiz da comarca de Pinhalzinho, Caio Lemgruber Taborda, vem após o pedido do Ministério Público de prisão preventiva ao longo de todo o julgamento.

Publicidade

O magistrado também acatou o pedido da Polícia Civil para quebra de sigilo de dados, sendo agora possível que os agentes analisem equipamentos eletrônicos apreendidos com o suspeito.

Na decisão, o juiz diz que a prisão se faz necessária para "garantia da ordem pública".

"Sua maior preocupação era quantas pessoas havia conseguido matar, demonstrando seu desprezo pela vida humana e a sua incapacidade de retornar, ao menos neste momento inicial e mediante as informações coletadas, ao convívio da sociedade, o que demanda seu encarceramento cautelar", argumenta o magistrado.

Continua depois da Publicidade

O possível autor do crime já havia sido foi preso na madrugada de hoje, em flagrante, pela Polícia Civil, tendo sido internado no Hospital Regional do Oeste, em Chapecó, onde passou por cirurgia e permanece em estado grave na UTI.

O rapaz de 18 anos foi responsável pela morte de cinco pessoas, sendo três crianças e duas mulheres.

Segundo o delegado Jerônimo Marçal, responsável pelo caso, o preso foi autuado por cinco homicídios triplamente qualificados e uma tentativa de homicídio de um bebê, que foi vítima do ataque, e está internado em estado grave, em hospital em Chapecó.

"As qualificadoras dos crimes foram motivo torpe, utilização de recurso que impossibilitou a defesa das vítimas e a utilização de meio cruel", explica a Polícia Civil em comunicado.

corpo de bombeiros de saudades b6107
Chacina de Saudades resultou em cinco vítimas fatais e outra encontra-se internada em estado grave. (Fonte: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

O caso

Continua depois da Publicidade

O crime bárbaro ocorreu na manhã de terça-feira (4), na escola infantil Aquarela, no município de Saudades. O homem de 18 anos entrou no local portando duas facas, utilizadas nos assassinatos.

Segundo relatos, o assassino tentou entrar em todas as salas da unidade escolas, porém as professoras conseguiram se trancar e proteger as crianças.

Após tirar a vida de cinco pessoas, o autor do crime também deferiu golpes contra si.

As vítimas são:

- Keli Adriane Aniecevski, de 30 anos, professora
- Mirla Amanda Renner Costa, de 20 anos, agente educacional
- Sarah Luiza Mahle Sehn, de 1 ano e 7 meses
- Murilo Massing, de 1 ano e 9 meses
- Anna Bela Fernandes de Barros, de 1 ano e 8 meses

Publicidade
X

Direitos Reservados

No right click